Marcadores principais

Resenha: O Outro Lado da Memória, de Beatriz Cortes

21.11.13


Título: O Outro Lado da Memória.
Autora: Beatriz Cortes.
Editora: Novo Século.
Número de Páginas: 245.
Sinopse: Luíza Bedim, uma jovem talentosa e cheia de sonhos, sofre uma grande decepção com a pessoa que ela mais ama. Depois desse período, passa a ser perseguida pelo medo e a dor profunda do que aconteceu. Sua vida muda totalmente e não consegue mais viver da forma que vivia antes. Luíza acredita que nunca mais será feliz, e vive alimentando-se de sua solidão interna. Anos depois do acontecido, ela conhece Arthur, um jogador de basquete novo em sua escola que chega chamando a atenção de todos. Ela o ignora totalmente no inicio, porém, é obrigada a passar uma hora de seu dia com ele. Entre muita confusão, brigas e discussões, Arthur mostra-se alguém que Luíza não esperava que ele fosse. Alguém capaz de fazer com que o outro lado de sua memória seja mudado. Descobre que só é possível encontrar a felicidade se for atrás dela.
Livro no: Orelha de Livro - Skoob.



A algum tempo atrás, eu estava conversando no facebook com a Sâmmy, e ela me mostrou um trecho desse livro, disse que a história era ótima e que recomendava bastante. Então fui dar uma olhadinha em algumas resenhas no bom e velho skoob e o livro entrou oficialmente na minha booklist. Mais tarde, ganhei meu próprio exemplar de presente de aniversário. Eu li muito rapidamente, não apenas por ser um livro pequeno, e sim pois gostei bastante da história, porque O Outro Lado da Memória foi um livro que correspondeu a todas as minhas expectativas, ou melhor: as superou.

A protagonista e narradora da história, Luíza, é uma adolescente de 18 anos. Ela tem uma vida feliz, com uma ótima família e ótimas amigas. Mas ainda assim, ela é um tanto antipática e pessimista, principalmente quando o assunto é garotos. Isso se deve a uma grande e dolorosa decepção que ela sofreu com um garoto chamado Lucas a alguns anos atrás. Desde então, ela não saiu mais com nenhum garoto e botou na cabeça que ainda era cedo para se envolver novamente com alguém. E, sinceramente, no lugar da Luíza, eu acho que faria o mesmo. O desastre que o Lucas causou na vida da coitada não foi pouco não, minha gente! Não é para menos que a garota pegou trauma dele. E de caras que a lembrassem ele. Mas, como diz na capa, o amor pode estar onde menos se imagina.

Certo dia, um novato chamado Arthur entrou na mesma escola em que Luíza estuda. Arthur era um talentoso e simpático jogador de basquete na antiga escola em que estudava, por isso o time de basquete da escola de Luíza o nomeou capitão quase que instantaneamente. Suas duas melhores amigas, Carol e Júlia, logo comentaram com ela sobre como Arthur é legal, mas Luíza não compartilhou dessa mesma opinião. Muito pelo contrário: ela falou para suas amigas tudo o que tinha pra falar mal dele. E sim, ele estava bem atrás dela e ouviu tudo.

Arthur resolveu tirar a história a limpo. Decidiu falar a sós com Luíza, e para isso, puxou a garota para dentro de um almoxarifado, onde falou para Luíza muitas coisas, entre elas, sobre como não é legal julgar as pessoas sem conhecer. Só que, no meio da conversa dos dois, o zelador entrou no almoxarifado. Arthur e Luíza foram parar na diretoria e, como castigo, deveriam limpar determinados locais da escola por algum tempo, juntos.

Tendo que conviver diariamente com Arthur, Luíza percebe que ele era uma pessoa muito melhor do que ela imaginava. E não demora muito para os dois se aproximarem. Arthur está disposto a ajudar Luíza a esquecer os fantasmas do passado que a assombram. Só que, quando tudo parece estar em seu devido lugar, Lucas reaparece disposto a estragar a vida de Luíza novamente. Só que, dessa vez, ela não está sozinha.

Esse livro é incrível! A Beatriz arrasou com seu livro de estréia, simplesmente. Os protagonistas são muito fofos e a história é ótima. Talvez pareça um simples clichê, mas vai muito além disso, só lendo para descobrir o porquê. Ri e me emocionei enquanto o lia. Não dá vontade de largar o livro por nenhum minuto sequer, infelizmente isso acaba fazendo a leitura acabar rápido de mais. Recomendo muito! Só acho que a revisão deixou um pouco a desejar, mas nada demais. Nada que comprometa a beleza de O Outro Lado da Memória.

E que talento, em Bhya?


“As coisas poderiam ser menos complicadas. Mas acredito que dessa forma elas não teriam tanta graça. Mesmo assim, detesto que sejam tão difíceis.” 
- Página 43.
“Eu tinha essa qualidade: não gostava de estragar a felicidade dos outros, mesmo que isso custasse a minha.” 
- Página 92.
“Algumas pessoas têm o poder de transformar seus pesadelos em realidade. E, depois que isso acontece, é difícil voltar a ser quem você era antes.”
- Página 95.
E por último, o quote que a Sâmmy me mostrou:
“Meu maior problema era não querer ir atrás da felicidade. Achava que estava bem da forma que estava, machucada, ferida, e, sim, muito acomodada. Mas agora sei que tudo por que passei foi uma forma de me fazer apreciar a vida ainda mais, e ver que o amor verdadeiro existe sim, que existem, sim, pessoas capazes de nos esperar, de nos amar, de nos respeitar. E que o amor-próprio está acima de tudo. Que, antes de amar alguém, precisamos nos amar e nos valorizar.”
- Página 221.
Classificação: 
Espero que tenha gostado da resenha. E você, já leu O Outro Lado da Memória?
♦ Beijo grande e até a próxima postagem ♦

4 comentários:

  1. Não li, mas pela sua resenha me deu até vontade agora! Os quotes também são perfeitos (o último então...), fora que o livro já conquista pela capa perfeita. Em fim, ótima resenha, como sempre Taís :o
    Beijos, .:Entretanto:.

    ResponderExcluir
  2. O título e a capa do livro me despertaram uma vontade imensamente imensa em lê-lo! Primeiramente achei que fosse daqueles livros no qual a protagonista sofre algum acidente e perde a memória(adoro histórias assim.). Mas após ler a resenha me enganei, pois ele incluí romance.. Mas o que é um livro sem romance? Enfim, adorei e já entrou em minha lista q.

    Beijinhos,

    Juu-Chan || Nescau com Nutella

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nem nunca tinha ouvido falar mas a tua resenha chamou-me à atenção. Normalmente eu não gosto de romances mas mesmo assim eu dou-lhes uma oportunidade. Eu quero mesmo encontrar esse livro e estou curiosa para saber o que Lucas fez. Espero mesmo que não seja cliché.
    querosabertudo-k.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Valeu a indicação, né, Taís? ^_^ Fico feliz que tenha gostado da história! Eu sou totalmente apaixonada por esse livro, e agora quero demais um Arthur na minha vida <3 - mais até do que um Leo, um Oliver ou um Max, acredite, é sério. E, sabe, eu me identifiquei demais com a real personalidade da Lu. Ela pode estar bem distante no início, mas o interior dela é de uma pessoa muito boa, se percebe isso. Quanto a revisão, sinceramente? Nem reparo muito nisso, contato que não sejam erros gritantes de gramática, daqueles que não dá para se entender nada, tudo bem para mim. Ao menos é algo que pode ser melhorado numa edição futura. =)
    Ótima resenha, e valeu por mostrar o meu quote <3
    Beijos...

    ResponderExcluir